Caetano Veloso - Desde que o samba é samba

Letra traducida de Desde que o samba é samba - Caetano Veloso

  • 3400
  • +0
     
     
     
    -0

Desde que o samba é samba

A tristeza é senhora
Desde que o samba é samba é assim
A lágrima clara sobre a pele escura
A noite, a chuva que cai lá fora
Solidão apavora
Tudo demorando em ser tão ruim
Mas alguma coisa acontece
No quando agora em mim
Cantando eu mando a tristeza embora

A tristeza é senhora
Desde que o samba é samba é assim
A lágrima clara sobre a pele escura
A noite e a chuva que cai lá fora
Solidão apavora
Tudo demorando em ser tão ruim
Mas alguma coisa acontece
No quando agora em mim
Cantando eu mando a tristeza embora

O samba ainda vai nascer
O samba ainda não chegou

O samba não vai morrer
Veja o dia ainda não raiou

O samba é o pai do prazer
O samba é o filho da dor

O grande poder transformador


Desde que el Samba es Samba

La tristeza es señora
Desde que el samba es samba es así
La lágrima clara sobre la piel oscura
La noche, la lluvia que cae afuera
Soledad aterroriza
Todo demorando en ser tan malo
Pero algo ocurre
Cuando, ahora en mí
Cantando yo echo a la tristeza

El samba aún va a nacer
El samba aún no llegó

El samba no va a morir
Vea el día no amaneció

El samba es padre del placer
El samba es hijo del dolor

El gran poder transformador

No estás identificado . Debes de estar identificado para participar, crea tu cuenta si no tienes.

Recuperar clave
Más letras traducidas de Caetano Veloso